DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

5 de junho – Dia Mundial do Meio Ambiente.

A semente de nossas atitudes será a colheita dos próximos anos. Então, semear o bem, trará o bem.
Vale a pena refletir sobre as nossas atitudes e o cuidado que temos com o mundo em que vivemos.
O meio ambiente não é somente a flora, fauna, água, ar… Somos todos nós e nossas relações com as coisas vivas e não vivas. O cantinho em que vivemos, nosso trabalho, nossas atitudes diárias…
Basicamente, MEIO AMBIENTE é tudo.
Reflita. Reavalie alguns hábitos. Pense nos que ainda irão conhecer esse fantástico mundo!

Usar máscaras de proteção agora é um hábito para quem se cuida e cuida do próximo.
Mas quem usa óculos sabe que as lentes embaçam facilmente quando respiramos.
Porém, tem maneiras de corrigir isso.

1 – A mais simples – ajustar muito bem a máscara no rosto, antes de colocar os óculos – sobre ela.
2 – Usar um pedaço de guardanapo de papel macio, dobrando pouco menos da metade e colocando por dentro da máscara, na parte onde ela é encaixada no nariz. Assim, a umidade será isolada no pedaço de papel evitando que as lentes embacem.
3 – Usar sabão seco, passando em ambos os lados das lentes. Com um paninho de microfibra seco, limpe-as até ficarem transparentes. Pronto, só colocar os óculos sobre a máscara.
Vamos ter paciência e nos ajustar na medida do possível, melhorando nosso dia a dia. Isso vai passar.

O OUTONO E OS OLHOS

A lágrima é o lubrificante natural dos olhos, além de algumas glândulas de gordura em volta dos cílios.
Os dias mais frescos do outono, reforçam a necessidade de cuidar da saúde dos olhos. Com o ar mais seco, há uma tendência à alterações na qualidade ou quantidade de lágrimas, podendo levar ao ressecamento ocular e ao aparecimento de problemas. A Síndrome do olho seco é um deles. Quem já é propenso a alergias (rinites, sinusites e dermatites de contato, por exemplo) deve ficar atento.
Ardência, coceira e visão borrada – que melhora ao piscar – podem indicar essa condição. Desconfortos após assistir à televisão, ler ou usar o computador, também.
Vale a pena procurar o médico oftalmologista, pois existem vários tipos de colírios que podem ajudar, desde que prescritos por ele. Além de hábitos de higienização na região dos olhos, que também contribuem para a melhora do quadro.

VIVER SEM ÓCULOS OU LENTES PODE SER O SEU CASO

MIOPIA, HIPERMETROPIA E ASTIGMATISMO podem ter solução com uma cirurgia refrativa.
O laser pode corrigir o grau dos óculos ou lentes. O paciente precisa ter no mínimo 18 anos e passar por uma consulta com o médico oftalmologista – cirurgião especialista em cirurgia refrativa.
Através de exames na córnea e outras informações importantes, o médico poderá dizer se o paciente está apto a realizar a cirurgia.
Que tal tornar a vida mais leve sem óculos ou lentes?
O COBS está preparado para lhe devolver mais qualidade de vida. Fale com a gente.

ACOMPANHE ESSE ASSUNTO E MUITO MAIS EM NOSSO CANAL:
youtube.com/belottostock

ENFERMEIROS ou ANJOS?

Enfermeiros e anjos para ser mais justo.
Quem escolhe essa importante missão de cuidar do próximo, tem algo especial – uma responsabilidade ainda maior no que faz. Nesses dias, além de enfermeiros e anjos, são soldados corajosos, lutando numa guerra desigual com inimigos invisíveis.
O COBS deseja os parabéns a todos os colegas enfermeiros e enfermeiras pelo seu dia.
E muita paciência e cuidado aos que estão na frente de batalha.

Mamães, parabéns!

Sim, é fato, sem ela, a gente não existiria.
Claro, teve uma ajudinha do papai, mas quem fez a parte mais difícil foi a mamãe.
Para muitos filhos e mães esse ano pode estar sendo bem diferente dos outros. Talvez os abraços e beijos sejam economizados ou até feitos pelo celular. Mas o que vale é o que sentimos. Isso é intocável. Nesse dia especial, desejamos a todas essas mulheres a maior felicidade possível. Parabéns mamães, vocês moram nos nossos corações.

Dia do Oftalmologista

“Os olhos são as janelas da alma e o espelho do mundo”.
Assim disse o artista renascentista Leonardo da Vinci.
Cuidar de um órgão tão complexo requer a sensibilidade que os artistas têm – a oftalmologia é uma arte.
Arte que transforma vidas, devolve a alegria e a autoestima.
Um dia especial para o COBS e todos os nossos parceiros de profissão. Parabéns pelo dia do oftalmologista.

VOLTAMOS!

O CRM-SC posiciona-se favoravelmente à portaria SES 223 de 05 de abril de 2020, considerando viável o retorno gradual dos atendimentos de consultas eletivas em consultórios e clínicas médicas, respeitadas todas as medidas de prevenção estabelecidas. Procedimentos cirúrgicos, por suas características, devem ter seu benefício e riscos cuidadosamente avaliados em conjunto pelo médico, paciente e hospital, devendo ser adiados sempre que possível.
O COBS e sua equipe estão de volta, com todo o carinho e atentos às novas exigências e cuidados consigo e com seus pacientes, trabalhando em benefício da sua visão, mas com toda atenção à vida e as novas situações impostas pela pandemia.
Conte com a gente. Estamos aqui.

Ceratocone – A Arte na Oftalmologia

A córnea é o primeiro contato do olho com o mundo externo.
O Ceratocone ou Ectasia Corneana é uma doença da córnea – ele aumenta sua curvatura e afina sua espessura, afetando diretamente nossa visão.
Pacientes com predisposição genética, histórico familiar de Ceratocone e que tem o hábito de coçar muito os olhos, podem desenvolver a doença. Nos casos mais avançados, é possível realizar o diagnóstico através de um exame clínico. Em casos mais brandos, exames complementares são necessários para a confirmação diagnóstica – Topografia e Tomografia Pentacam fazem um mapeamento e diagnóstico mais preciso da córnea. O COBS tem toda a tecnologia e precisão para a identificação do Ceratocone e seus tratamentos mais avançados.

REFÉNS DAS TELAS.

Acordamos e vamos dormir olhando para nossas telas – smartphones, tablets, computadores, Tvs… somos dependentes dessas tecnologias e tornamos nosso olhos dependentes também.
O problema está no excesso que gera males à qualidade da nossa visão.
Dr. Ricardo Stock escreveu um artigo na Revista Êxito falando a respeito disso e dando valiosas dicas para não nos tornarmos reféns absolutos das nossas telas – até porque não devemos ser – pois ainda vale muito a pena ver o mundo pelos nossos olhos, sem necessidade de compartilhar tudo com todos.
Clique aqui e leia na íntegra / páginas 22 e 23.