OCT EM GLAUCOMA

Dominar a tecnologia em prol da visão, aprendendo sempre.
Dr. Ricardo Stock esteve em São Paulo, SP, no dia 07 de dezembro para mais uma atualização. Dessa vez, num novo protocolo do aparelho de OCT (Tomografia de Coerência Óptica), que o COBS já possui. Assim, poderá acompanhar melhor o Glaucoma nos pacientes – seja precocemente ou em casos já avançados.

Um super Natal – COBS

Temos a sensação de que esta é a melhor época do ano. E não é somente a sensação. É realmente uma época brilhante, onde se espalha todo amor e saúde. Temos uns aos outros e isso é o que mais importa.Nesse natal ninguém será deixado para trás.
Um Super Natal e um brinde à vida e a todos os bons momentos que virão.
Um desejo verdadeiro de toda a equipe do COBS.
Paixão pelos seus olhos – desde 1988.

#cobsoftalmologia #belottostock #umsupernatal #natal #umbrindeavida #feliznatal

CONGRESSO DE OFTALMOLOGIA / USP 2019

Nos dias 29 e 30 de novembro foi realizado o Congresso de Oftalmologia da USP 2019 na cidade de São Paulo.
Dr Rodrigo esteve presente no congresso e realizou os cursos de angiofluoresceinografia e tomografia de coerência óptica. Participou do novo lançamento do livro de reabilitação visual, assistiu palestras internacionais sobre esse tema e foi discutidor, ministrando aula sobre reabilitação em atrofia óptica.
Mais uma vez o Centro Oftalmológico Belotto Stock trazendo inovações e tecnologias.

PRÓ-VIDA DIABETES

Aconteceu no último dia 23 de novembro, o primeiro encontro do Movimento PRÓ-VIDA DIABETES / Joaçaba e região.

O COBS acredita nessa ideia e foi um dos apoiadores. O diabetes e a visão tem tudo a ver, pois complicações com a retina são um efeito da doença.

A iniciativa tem o objetivo de disseminar a informação a respeito do Diabetes, que tem as crianças como principais vítimas. Foi um importante momento para troca de informações. O encontro contou com exposição de vários temas ligados à doença – especialmente voltados à prevenção e ao tratamento.
Mitos e verdades ficaram claros e a informação terá grande valia para todos que lá estiveram.

O objetivo é também demonstrar posteriormente e, em números, o quanto pode ser vantajoso ao poder público investir em medicamentos e insumos modernos, proporcionando qualidade de vida aos portadores de diabetes em relação com o que é gasto atualmente no tratamento das complicações, que implica em internamentos hospitalares e procedimentos cirúrgicos com custo muito mais elevado.

O próximo encontro será em Catanduvas – 30 de novembro, na Praça da Casa da Cultura, a partir das 15h.

DMRI

 

DMRI – DEGENERAÇÃO MACULAR RELACIONADA À IDADE.
Conforme envelhecemos, a principal área da nossa retina – a Mácula – pode acabar degenerando-se. Nessa área central da retina vamos perdendo progressivamente a visão – detalhes e linha retas podem parecer ondulados.
O resultado visual final é muito semelhante ao observado nessa imagem comparativa.

Tais alterações podem ser identificadas pelo médico oftalmologista com o uso de instrumentos especializados durante o exame.
Suplementos dietéticos podem ajudar a retardar a progressão dessa doença.
Para algumas pessoas podem ser necessárias injeções no olho e tratamentos a laser.

A retina é a estrutura transparente, sensível à luz localizada na parte posterior do olho. A parte central da retina, denominada mácula, contém alta densidade de células fotorreceptoras. Essas células reproduzem as imagens visuais mais nítidas e são responsáveis pela visão central e a visão em cores.

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é a causa mais comum de perda irreversível da visão central nos idosos. É igualmente comum entre homens e mulheres e mais frequente na raça branca.

Fatores de risco:
Idade, histórico familiar, tabagismo, algumas anormalidades genéticas,
doença cardiovascular (como Aterosclerose), hipertensão, obesidade,
exposição ao sol, alimentação pobre em ácidos graxos ômega 3.

É sempre tempo de prevenir. Fique de olho e consulte um médico oftalmologista.

USO PROLONGADO DE LÂMPADAS LED PODE DANIFICAR A RETINA.

As lâmpadas LED são uma grande invenção que permitiram criar luz artificial com menos gasto energético e mais durabilidade. Mas, apesar de terem contribuído para preservar o meio-ambiente, pesquisadores alertam para o perigo que elas podem representar para a visão. Há cerca de duas semanas, a Agência Nacional de Segurança Sanitária, na França, publicou uma recomendação alertando para os riscos dessas lâmpadas para a saúde em caso de excesso de exposição.
Dois pontos essenciais são citados no documento: a toxicidade da luz chamada luz azul na retina e a perturbação do relógio biológico e do ciclo do sono, provocada pela exposição noturna, questão que já havia sido discutida em outro relatório, apresentado em 2010.
Mas, além disso, a exposição a longo prazo aumenta o risco de Degeneração Macular,  doença grave que provoca uma perda gradual da visão, devido a deterioração da porção central da retina. O risco maior, aponta o estudo, envolve o uso excessivo de celulares, computadores e tablets.
“Sabemos muito bem que a luz azul é muito energética, e que as células da retina terão dificuldades em gerenciar toda essa energia, comparada a uma luz menos potente. A questão é saber em qual medida isso poderia atingir o homem, e a partir de qual quantidade de exposição”, declarou.

Retina tem relógio biológico próprio.
Outra variável apontada foi como a luz afetava o ritmo circadiano, ou relógio biológico, da retina. “Os organismos na Terra foram submetidos a algo constante e importante que é a variação do Sol. Eles não funcionam da mesma maneira de dia e de noite. Da mesma maneira que a sensibilidade à luz muda, a fotossensibilidade também. De dia somos mais resistentes à luz do que noite.
Em resumo, essa é a primeira vez na história que o olho humano é submetido a uma de forte intensidade à noite, quando é mais fotossensível. Todos esses elementos, cruzados com diversos estudos, levaram o grupo de trabalho da agência francesa a pedir prudência com o uso da luz azul das LED.

Incidência precoce de doenças.
“O que pensamos, porque ainda não foi demonstrado, é que teremos uma incidência mais precoce de doenças ligadas à idade. Entre elas, a Degeneração Macular, mas essa afirmação, só poderá ser feita dentro de muitas décadas, depois da confirmação pelas pesquisas. A questão é que, na avaliação dos riscos, é preciso alertar a população sobre o problema. Pensamos que é necessário tomar precauções agora para evitar que dentro de 20 ou 30 anos tenhamos casos de Degeneração Macular aos 50 anos”.

Crianças são mais sensíveis.
Com o envelhecimento, o cristalino, que focaliza a luz que entra no olho e define a imagem formada na retina, se torna amarelo, absorvendo mais luz azul – é um processo fisiológico. Desta forma, a velha geração está mais protegida da luz azul das lâmpadas LED e telas em relação às crianças e adolescentes. “Nas crianças, toda essa luz azul emitida pelas LEDs vai passar na retina. Para as crianças é dramático. Por isso nas recomendações emitidas pela agência, que é preciso protegê-las”.
Para isso, é preciso priorizar lâmpadas quentes ou frias, evitar decoração com luz azul e diminuir à exposição às telas, que alteram o ritmo circadiano e afetam a retina – alerta a agência francesa. A pesquisadora também lembra que, quanto menor a superfície e a distância, maior a quantidade de luz.
Pela lógica, celulares são mais nocivos que tablets, PCs e TVs. Infelizmente, os filtros usados nos óculos para diminuir a absorção de luz azul são pouco eficazes, aponta o relatório. Outras recomendações são privilegiar luzes de temperatura de cores fracas, como amarelas e a iluminação indireta.

 

NOVEMBRO AZUL

Não importa a cor da caneta. Mas sim, anotar pra não esquecer.
Em novembro, estamos todos azuis aqui no COBS – em defesa da sua saúde.
Se você for homem e tiver mais de 40 anos, já está na hora de procurar um médico e fazer os exames preventivos para saber como anda a sua próstata.
Pense em quem lhe ama. Cumpra esse compromisso com você mesmo e viva melhor. Só você poder dar esse passo.

NÓS VESTIMOS A CAMISA

Apostando no esporte, o COBS firmou parceria com a equipe de ciclismo de Joaçaba. Nossa marca está nas camisas de ciclismo e destinamos uma verba de patrocínio que se extenderá nesse ano e em 2020. Além disso, os atletas de alto nível terão sua saúde visual acompanhada pelos médicos oftalmologistas do COBS.
A equipe estréia o novo uniforme – representando nossa cidade nos JASC 2019 – Jogos Abertos de Santa Catarina – nas cidades de Indaial, Timbó e Pomerode.
As provas aconteceram de 31/10 a 06/11.

ACADEMIA AMERICANA DE OFTALMOLOGIA

Dr. Rodrigo Sampaio esteve em San Francisco, Califórnia, Estados Unidos na Academia Americana de Oftalmologia em um congresso internacional que aconteceu de 12 e 15 de outubro de 2019.
Mais uma vez o Centro Oftalmológico Belotto Stock buscando novas tecnologias e inovações.