ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS OFTALMOLÓGICAS EM UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO

Objetivo: Descrever os atendimentos oftalmológicos realizados em uma unidade geral de pronto atendimento. Métodos: Estudo prospectivo, observacional e descritivo cuja coleta de dados foi realizada em prontuários de pacientes atendidos na unidade por queixas oftalmológicas no período entre julho e novembro de 2018. Resultados: Foram revisados 445 prontuários de pacientes oftalmológicos, representando 2,18% do número total de pacientes atendidos no período. Foram encontrados 182 (40,89%) pacientes com diagnóstico de conjuntivite, 139 (31,23%) de trauma ocular e 78 (17,52%) com outros diagnósticos. Dentre os pacientes com trauma ocular, 115 (82,73%) eram do sexo masculino e 42 resultaram de acidente de trabalho. Conclusões: Conclui-se que a maioria dos pacientes oftalmológicos foi atendida com diagnóstico de conjuntivite ou trauma ocular e parte desses não faziam uso de EPI no momento da ocorrência. Os resultados permitem inferir que os médicos plantonistas precisam ter noções sobre as doenças oftalmológicas prevalentes na unidade de pronto atendimento e que desponta a necessidade de se promover campanhas para a prevenção de acidentes de trabalho junto às empresas da região, acompanhadas de fiscalização, para reduzir o acometimento de pacientes com trauma ocular resultante da não observância das normas de proteção.

Clique AQUI para realizar o download do artigo completo em PDF.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *