Dilatação idiopática dos vasos episclerais (síndrome de Radius-Maumenee): relato de caso

Resumo: A síndrome de Radius-Maumenee consiste na dilatação idiopática dos vasos episclerais geralmente associada ao glaucoma. Descreve-se o caso de paciente masculino, 69 anos, portador de dilatação crônica dos vasos episclerais e glaucoma do olho esquerdo, sem histórico de doença sistêmica. A acuidade visual e fundoscopia apresentaram-se normais em ambos os olhos. A tonometria mediu 14 mmHg no olho direito e 25 mmHg no esquerdo. A angiotomografia foi negativa para fístula carotí – deo-cavernosa. A pressão intraocular do olho esquerdo diminuiu para 20 mmHg com tratamento clínico, sem regressão da dilatação venosa episcleral. A trabeculectomia normalizou a pressão intraocular e reduziu os vasos. Houve efusão coroidiana no 16o dia de pós-operatório que regrediu com corticoterapia. Embora possa ocorrer efusão coroidiana, destaca-se a eficácia da trabeculectomia no controle do glaucoma e na redução dos vasos episclerais.

Clique AQUI para realizar o download do artigo completo em PDF.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *